Arrancaram as obras da adaptação e reconstrução da Casa de Abrigo da Rota do Rio Mondego



O Município de Gouveia informa que já se encontra em execução a reabilitação da Casa de Abrigo da Rota do Rio Mondego. O equipamento será readaptado num centro de atividades de dinamização e preservação do ambiente, direcionando-se para à educação ambiental da flaura e flora do Rio Mondego.

Devido ao estado de degradação do antigo edifício, consequência da ação climática, vandalismo e abandono, o Município de Gouveia e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) celebraram um protocolo com vista à execução de requalificar e readaptar o edifício na Casa de Abrigo.

Construído nas décadas de 50 e 60, o edifício foi outrora a “Casa do Guarda Florestal”. Isolado geograficamente e sem a garantia da permanência humana, a beneficiação contará com a utilização de materiais e soluções mais seguras, impedindo atos de vandalismo e o acesso abusivo ao imóvel.

O projeto do edifício principal conta com instalação sanitária completa e será dotado de um gabinete – para uma utilização mais individual – bem como uma sala polivalente para o acolhimento de eventuais atividades laboratoriais no âmbito da dinamização ecoturística da Serra da Estrela.

O edifício anexo, de menores dimensões, servirá como uma área de apoio mecânico e arrumo de bicicletas e lenha, bem como outro tipo de materiais de apoio relacionados às atividades a organizar. O projeto de arquitetura dos edifícios cinge-se às intervenções a executar no espaço interior, mantendo-se a linguagem estética da fachada que remonta aos anos 50.

Os principais objetivos a atingir com a readaptação deste icónico imóvel incluem a promoção do Turismo de Natureza e a criação de riqueza através da valorização do Património Natural, atraindo visitantes para a área classificada da Serra da Estrela e afirmando-a como um destino turístico de excelência.

A readaptação da Casa de Abrigo da Rota do Rio Mondego prevê um investimento de 157.940,64€, prevendo-se uma comparticipação no valor de 134.249.54€ proveniente do Fundo Europeu para o Desenvolvimento Regional.