Bola Parda da Guarda vai ter concurso e vencedor é conhecido a 27 de novembro, aniversário da cidade



Com o intuito de dar mais visibilidade a um dos doces tradicionais da Guarda, que é urgente recuperar e mostrar às gerações mais novas, surge agora o Concurso “Bola Parda da Guarda”, num desafio aos pasteleiros profissionais, amadores ou a qualquer pessoa que se sinta à altura deste desafio. São esperadas novas e inovadoras versões deste delicioso doce guardense.


Para concorrer, basta cumprir as normas do concurso e preencher a ficha de inscrição, enviando-a depois para: relacoespublicas@mun-guarda.pt até 4 de novembro. A bola vencedora será depois anunciada em dia de aniversário da cidade mais alta, a 27 de novembro de 2022, dia em que a cidade cumpre os 825 anos de aniversário de atribuição do foral pelo rei D. Sancho I. O vencedor ganha 1500 euros.

Esta iniciativa foi lançada pelo presidente da Câmara da Guarda, Sérgio Costa, durante a inauguração da Feira Farta, no passado dia 10 de setembro, certame do mundo rural que reúne todas as freguesias do concelho da Guarda. Na ocasião o edil, defendeu «Queremos desta forma, incentivar a inovação, a criatividade e o sentido empreendedor, para o reavivar deste nosso saboroso produto gastronómico, com várias gerações e com enorme cunho regional. É nosso objetivo desenvolver esta iguaria de referência, para a produção intensiva e respetiva comercialização, para que desta forma, também seja possível a representação e a promoção do concelho na área da doçaria». Acrescentando ainda: «É necessário 'investir' no legado dos nossos antepassados, de forma a criar mecanismos viáveis para a sua continuidade, alargando o leque de oportunidades que lhes é concedido. É cuidando e reinventando os nossos produtos e tradições, que damos passos firmes para o futuro».

Este concurso tem como principais objetivos: Incentivar a tradição gastronómica do concelho, desafiando as pastelarias, pasteleiros locais e pessoas a título individual ou em grupo, a recriar um bolo tradicional da Região; Incentivar a inovação, a criatividade e o sentido empreendedor para o reavivar de um saboroso produto gastronómico, com várias gerações e com enorme cunho regional; Desenvolver um produto de referência para a produção intensiva e respetiva comercialização, possa permitir a representação e a promoção do concelho na área da doçaria; e Promover e incrementar a economia das pastelarias e pasteleiros locais.