Celorico da Beira e Gouveia lançam 1ª pedra do Centro Intermunicipal de Recolha de Animais Errantes

É numa antiga estação de tratamento de águas residuais de Celorico da Beira, que vai nascer o Centro Intermunicipal de Recolha de Animais Errantes, uma cooperação entre o Município de Gouveia e o Município de Celorico da Beira. O início da obra de construção vai acontecer com o ato simbólico de lançamento da primeira pedra, no dia 31 de março, pelas 11 horas.


Fruto de um protocolo celebrado entre os dois Municípios, a estrutura, a iniciar, vem dar resposta à necessidade de assegurar o cumprimento de um serviço público de qualidade nos domínios do controlo da população de animais errantes dos dois concelhos e consequentemente minimizar os problemas de saúde e segurança pública associados à liberdade e proliferação destes animais.


Os municípios vão investir cerca de 200 mil euros na criação do Centro de Recolha Oficial e Parque de Bem-estar Animal São Francisco de Assis que será comum aos dois concelhos e irá permitir colmatar a problemática dos animais abandonados, vadios e errantes da região. Para a execução desta obra, as duas autarquias apresentaram uma candidatura intermunicipal a um programa de financiamento.


O equipamento, que terá cerca de 2.000 metros quadrados de área de construção e uma capacidade de acolhimento para 100 cães, contempla a criação de 25 “boxes” de canil, gatil e uma “box” para animais de outras espécies, receção, sala de esterilização com recobro, consultório, sala de tosquia e banho, anfiteatro para ações de sensibilização de visitantes e hotel canino com recinto exterior vedado, entre outros espaços, destinados a arrumos, armazenamento e convívio.


Este equipamento vai ser construído num espaço desativado de uma antiga estação de tratamento de águas residuais de Celorico da Beira, assegurará a possibilidade de prestar um serviço público de qualidade nesta área da saúde pública e meio ambiente.


Não possuindo respostas municipais próprias, a decisão de estruturar este serviço público num quadro intermunicipal de partilha, contribuirá, também, para potenciar os recursos físicos, financeiros e humanos afetos à estrutura.


A construção do novo espaço terá lugar na União de Freguesias de Celorico da Beira e Vila Boa do Mondego e prevê-se que a obra esteja concluída no último trimestre de 2021.

264 visualizações

© 2021 Beira Alta TV | All Rights Reserved