Figueira de Castelo Rodrigo vai requalificar e criar novos espaços verdes na vila



A Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo viu aprovada a candidatura ao projeto “Rearborização de espaços verdes e criação de ilhas-sombra em meio urbano”, com um valor de cerca de 75 mil euros, que irá permitir requalificar e criar novos espaços verdes na sede do concelho.


Com esta aprovação, vai ser possível requalificar todos os espaços verdes presentes no Largo Serpa Pinto e no Largo Mateus de Castro, uma alteração que irá garantir uma maior sustentabilidade ambiental, restaurando, valorizando e protegendo os espaços públicos face aos ricos a que a população está sujeita devido às alterações climáticas.


Nesta candidatura está também prevista a criação de uma nova zona verde, no Loteamento da Somague, englobando a plantação de quase 150 espécies arbóreas e mais de 2500 herbáceas, tendo como finalidade o melhoramento deste espaço urbano, proporcionando mais qualidade de vida a todos os que vivem e passeiam naquela zona da vila.


Para Carlos Condesso, Presidente da Câmara Municipal, este projeto “irá renovar e valorizar dois dos largos mais emblemáticos do centro da vila, criando também um novo espaço para os munícipes”. O autarca refere ainda que “estas alterações são ainda mais importantes por terem em conta as alterações climáticas e o que elas têm provocado, sendo uma forma de as combater e de dar mais qualidade de vida a quem vive cá e a quem nos visita”.


Esta candidatura enquadra-se no Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020).