GNR realiza durante o mês de outubro mais uma edição da operação "Censos Sénior"

Arrancou nesta sexta-feira, 1 de outubro, a “Operação Censos Sénior 2021”, que vai ser levada a cabo pela GNR. Esta ação vai percorrer todo o país, até ao fim do próximo mês, visando identificar novas situações de isolamento na terceira idade e visa igualmente “reforçar os comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de os idosos se tornarem vítimas de crimes, nomeadamente em situações de violência, de burla e furto, bem como na identificação dos cuidadores informais e sua sensibilização”.


Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana avança que a edição deste ano da operação “Censos Sénior” realiza-se no âmbito do policiamento comunitário e pretende “garantir um conjunto de ações de patrulhamento e de sensibilização à população mais idosa”.


Segundo a corporação, os militares da GNR vão realizar um conjunto de ações junto das pessoas idosas, privilegiando as que estão em situação vulnerável e as que vivem sozinhas ou isoladas.


A GNR sublinha que estas ações têm como objetivo “reforçar os comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco dos idosos se tornarem vítimas de crimes, nomeadamente em situações de violência, de burla e furto, bem como na identificação dos cuidadores informais e sua sensibilização”.


Na edição de 2020 da operação “Censos Sénior”, a GNR sinalizou 42.439 idosos que viviam sozinhos, isolados ou em situação de vulnerabilidade devido às condições físicas, psicológicas ou outras que possam colocar em causa a segurança.


A GNR indica também que as situações de maior vulnerabilidade foram reportadas às entidades competentes, sobretudo de apoio social, no sentido de fazer o seu acompanhamento futuro e frisa que assinou com o Instituto da Segurança Social um protocolo de colaboração para a promoção e divulgação do estatuto do cuidador informal.


No comunicado, a GNR explica ainda que o programa “Apoio 65 — Idosos em Segurança”, do Ministério da Administração Interna, tem procurado, através da ação das forças de segurança, garantir melhores condições de segurança e tranquilidade às pessoas idosas.


Desde 2011, ano em que se realizou a primeira edição da operação “Censos Sénior”, que a GNR tem vindo a atualizar a sinalização geográfica, proporcionando assim um apoio mais próximo à população idosa, contribuindo para “a criação de um clima de maior confiança e de empatia entre os idosos e os militares da GNR” e “aumento o sentimento de segurança”, conclui o comunicado da corporação.