Gouveia celebra Dia Mundial da Árvore com a inauguração da Rota Ambiental do Vale de Cadela

O Município de Gouveia irá assinalar o Dia Mundial da Árvore, dia 21 de março (próximo domingo), com a inauguração do percurso pedestre PR5 - Rota Ambiental do Vale de Cadela, em Gouveia, duas plantações simbólicas e a divulgação dos trabalhos realizados no âmbito na iniciativa “Esta é a nossa Árvore…qual é a tua?”

Por razões de segurança e devido às restrições conhecidas da situação de contingência atual, as atividades presenciais serão limitadas aos representantes de um conjunto de entidades locais, com a realização de um troço do percurso pedestre, que irá partir do Parque de Merendas do Curral do Negro, em direção ao Parque Ecológico de Gouveia, que culminará a plantação simbólica de três espécies autóctones.

Os trabalhos recebidos no âmbito do desafio artístico “Esta é a nossa Árvore…qual é a tua?”, lançado a todos/as alunos/as do Agrupamento de Escolas de Gouveia, pelo Município de Gouveia, a Go Romaria e o GAF – Grupo Aprender em Festa, serão divulgados nas redes sociais do Município de Gouveia.

Porém, o momento alto de efeméride, será a inauguração do percurso pedestre “Rota Ambiental do Vale de Cadela”, uma proposta para partir à descoberta da rica biodiversidade local, enquadrada pelos diversos meio-ambientes que envolvem a cidade de Gouveia, desde o seu património histórico e cultural, à envolvente paisagística e arquitetónica, valorizando a sua diversidade, através da prática de atividade física. num percurso circular de 13km.

Com início no Bosque do Curral do Negro, o percurso é acompanhado por uma série de painéis informativos que permitem uma breve interpretação da biodiversidade local em quatro momentos. Após a Tapada de Sta. Cruz, o percurso dirige-se à Mata da Câmara, até à entrada no perímetro urbano da cidade. Até lá vislumbram-se as ruínas de antigos moinhos de rodízio e a Casa da Luz, relembrando o importante papel deste vale no desenvolvimento de Gouveia, associado à produção de farinha, mas também à produção de energia que alimentavam a intensa indústria têxtil local, que se impôs como uma das mais importantes do país no decorrer da segunda metade do século XIX e a primeira do séc. XX.

Seguindo em direção à Mata da Cerca dos Marqueses e cruzando o seu arcádio anfiteatro, alcança-se o sítio da Burrachota, onde estão instalados o Parque Ecológico de Gouveia e o Centro de Ecologia, da Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS), que merecem a visita demorada, antes de iniciar a técnica subida de regresso ao Curral do Negro. Já próximo do topo, um miradouro permite recuperar o fôlego e interiorizar a experiência multissensorial, através da observação, da introspeção ou do recolhimento espiritual, providenciados pelo sabor, cheiros e sons da Natureza amoldurados por uma soberba vista sobre a plataforma do Rio Mondego e a Beira Alta.

A Rota Ambiental do Vale de Cadela constitui um percurso devidamente identificado no local com a sinalética oficial utilizada em território português. Este percurso pode ser realizado de forma autónoma, podendo ser percorrido em grupo ou individualmente.

Esta rota, inserida na Rede Municipal de Percursos Pedestres do Município de Gouveia contou, na sua conceção, com a colaboração do CERVAS - Centro de Ecologia, da Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens, do Projeto ECOCIDADANIA do GAF – Grupo Aprender em Festa e da Universidade Sénior de Gouveia.

O novo percurso pedestre irá passar a estar disponível no website do Município de Gouveia e no Posto de Turismo de Gouveia, com toda a informação sobre o trilho como a dificuldade, a distância, altimetria e informação turística.

69 visualizações