Guarda regista primeiro caso positivo de COVID-19 - 245 casos confirmados em Portugal -Beira Alta TV

O Hospital da Guarda registou um caso positivo de coronavírus. Trata-se de um homem com idade entre os 40 e 50 anos, residente em Viseu e que regressou recentemente do estrangeiro. Esteve em Itália, França e Espanha. De acordo com a informação divulgada esta tarde pela ULS da Guarda, o doente encontra-se internado no Serviço de Pneumologia. Nas últimas 24 horas foram feitos 8 testes, tendo os restantes 7 dado resultado negativo. Desde 2 de Março, altura em que o hospital da Guarda foi activado como unidade de referência, já foram realizados um total de 43 testes.


Portugal tem nesta altura 245 casos confirmados, mas a ministra da Saúde admitia no sábado que o país irá entrar em "fase de crescimento exponencial da epidemia". As regiões autónomas da Madeira e Açores estão a impor quarentena a todos os recém-chegados. Na ilha Terceira, foi confirmado este domingo o primeiro caso do novo coronavírus.


Este domingo, o primeiro-ministro António Costa irá reunir com o presidente do Governo espanhol por teleconferência para falar sobre a gestão da fronteira comum dos dois países, mas também para preparar a reunião de segunda-feira entre os ministros da Administração Interna e Saúde da União Europeia, que terá como propósito definir as medidas de controlo sanitário nas fronteiras do espaço comunitário.


Os primeiros casos do vírus "Covid-19" apareceram em meados de dezembro na cidade chinesa de Wuhan, capital e maior cidade da província chinesa de Hubei, quando começaram a chegar aos hospitais pessoas com uma pneumonia viral. Os sintomas destes coronavírus são mais intensos do que uma gripe e incluem febre, dor, mal-estar geral e dificuldades respiratórias, incluindo falta de ar.



Face ao aumento de casos, o Governo Português ordenou a suspensão temporária de visitas em hospitais, lares e estabelecimentos prisionais na região Norte, até agora a mais afetada.

Foram também encerrados alguns estabelecimentos de ensino, sobretudo no Norte do País, assim como ginásios, bibliotecas, piscinas e cinemas.


A COVID-19 transmite-se por contacto próximo com pessoas infetadas pelo vírus, ou superfícies e objetos contaminados. Esta doença transmite-se através de gotículas libertadas pelo nariz ou boca quando tossimos ou espirramos, que podem atingir diretamente a boca, nariz e olhos de quem estiver próximo. As gotículas podem depositar-se nos objetos ou superfícies que rodeiam a pessoa infetada. Por sua vez, outras pessoas podem infetar-se ao tocar nestes objetos ou superfícies e depois tocar nos olhos, nariz ou boca com as mãos.

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença:

  • Adotar medidas de etiqueta respiratória:

  • tapar o nariz e boca quando espirrar ou tossir (com lenço de papel ou com o cotovelo, nunca com as mãos;

  • deitar sempre o lenço de papel no lixo);

  • lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes;

  • evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória.


1,280 visualizações

© 2020 Beira Alta TV | All Rights Reserved