Operação "Natal e Ano Novo 2021" da GNR. Mais de 1200 pessoas detidas e registados 21 mortos



Mais de 1200 pessoas foram detidas pela GNR durante a operação "Natal e Ano Novo 2021", que terminou no domingo e que registou mais de 4300 acidentes, que provocaram 21 mortos nas estradas.


Segundo o balanço da GNR, foram registados 4.365 acidentes, 21 vítimas mortais, 80 feridos graves e 1.182 feridos leves. Relativamente à sinistralidade rodoviária, o Comando Territorial da GNR da Guarda registou durante toda a Operação Natal e Ano Novo, entre13 de dezembro de 2021 e 02 de janeiro de 2022,108 acidentes, dos quais há a registar 1 vítima mortal, 2 feridos graves e 24 feridos leves.


Durante a operação "Natal e Ano Novo 2021", que terminou no domingo, a GNR deteve 1213 pessoas, a maioria (669) por condução sob o efeito do álcool, 322 por condução sem carta, 77 por tráfico de droga, 42 por posse ilegal de armas e 31 por furto e roubo.


Entre os dias 13 de dezembro e 2 de janeiro, a GNR fiscalizou 118 547 condutores e controlou 386 703 veículos, tendo aplicado 30 240 contraordenações rodoviárias.


Destas contraordenações, a GNR destaca 1292 por condução sob a influência do álcool, 8677 por excesso de velocidade, 1992 por falta de inspeção periódica e 991 pela incorreta ou não utilização do cinto de segurança ou de sistemas de retenção.


Houve ainda 799 contraordenações por utilização indevida do telemóvel durante a condução e 739 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.


No âmbito da legislação covid-19, a GNR promoveu 7030 ações de fiscalização aleatória (652 na fronteira terrestre), das quais resultaram 41 095 veículos fiscalizados e 18 contraordenações.